Quinta, 19 de Maio de 2022
17°

Alguma nebulosidade

Rio Branco - AC

Polícia Operação Tempestade

60 kg de cocaína são apreendidos e mais de 30 integrantes de organização criminosa são presos

Além disso, foram apreendidos dinheiro, armas de fogo, aparelhos de celular, e cumpridos 22 mandados de prisão em três unidades prisionais localizadas no Acre e Amazonas

28/01/2022 às 15h14
Por: Denis Henrique Fonte: Acreaovivo.com | MPAC
Compartilhe:
60 kg de cocaína são apreendidos e mais de 30 integrantes de organização criminosa são presos

A Operação Tempestade, desencadeada nesta sexta-feira, 28, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Acre, com o apoio da Polícia Militar e Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), resultou na apreensão de 60 kg de cocaína, em cumprimento a um mandado no bairro Tropical. No local, a equipe do Giro apreendeu 55 tabletes de substância aparentando ser cocaína, no endereço de um dos alvos da operação.

Além disso, foram 36 integrantes de organização criminosa presos, apreendidos dinheiro, armas de fogo, aparelhos de celular, e cumpridos 22 mandados de prisão em três unidades prisionais localizadas no Acre e Amazonas. A ação ocorreu, simultaneamente, em cinco cidades acreanas e em Manaus, e foi coordenada pelo promotor de Justiça Bernardo Albano, que passa a ser o novo coordenador do Gaeco.

O procurador-geral de Justiça Danilo Lovisaro do Nascimento assegurou que se trata de uma das maiores operações de combate ao crime organizado já realizada no estado.

“Registro o meu imenso agradecimento a todas as instituições que participaram dessa operação, contribuindo de uma forma muito decisiva para o êxito obtido. É a minha primeira atuação como procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Acre, e quero reforçar a nossa diretriz de enfrentamento às facções e ao crime organizado, fortalecendo cada vez mais a integração com as forças de segurança pública para que a gente possa obter resultados cada vez mais expressivos”, disse.

O procurador-geral reforçou, ainda, a importância do Poder Judiciário e da Vara de Delitos de Organização de Criminosa quanto à análise dos pedidos e rapidez na tramitação dos feitos.

Autoridades destacam importância da integração entre as instituições

A ação foi deflagrada depois da análise de documentos apreendidos em operação anterior, quando foram identificadas lideranças da organização criminosa “Comando Vermelho” com alto grau hierárquico, responsáveis pelos núcleos de cadastramento, contabilidade, e pagamento de “biqueiras” (pontos de venda de drogas).

Os resultados foram anunciados durante coletiva de imprensa, realizada na sede do MPAC, com a presença de promotores de Justiça que integram o Gaeco e de representantes da Polícia Militar e da Sejusp.

Ao todo, mais de 150 policiais militares participaram da ação, incluindo também o apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), além de promotores de Justiça do Gaeco e servidores do MPAC.

“Quero reafirmar nosso compromisso junto à sociedade acreana para que a gente consiga cada vez mais combater o crime organizado e melhorar cada vez mais a sensação de segurança no nosso estado”, comentou o comandante da PM, coronel Paulo César Gomes.

O secretário adjunto de Segurança Pública também destacou a importância da integração entre as instituições no enfrentamento da criminalidade. “Estamos muito gratificados não só pelo resultado obtido, mas pela cooperação. Gratidão aos nossos operadores de segurança, pois apesar do momento em que vivemos, não mediram esforços para cumprir o seu dever de executar essa operação”, acrescentou.

Operação Tempestade

O nome da Operação foi escolhido devido à magnitude da área de cumprimento dos mandados, incluindo diversos municípios do Acre, com extensão de Rio Branco a Cruzeiro do Sul, além do que, o período da deflagração corresponde àquele propenso para maior possibilidade de chuvas fortes no estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários