Quinta, 19 de Maio de 2022
16°

Alguma nebulosidade

Rio Branco - AC

Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Ponte

Agora mais duas denúncias. A ponte do igarapé da Judia, também louvada nas redes sociais como grande obra do prefeito, já está caindo, desmoronando em menos de 20 dias

27/01/2022 às 09h20
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Compartilhe:
ACRE EM NOTAS | Ponte

Conto do vigário

A população de Rio Branco definitivamente caiu no conto do vigário com o prefeito Bocalom. A cada dia é uma marmota nova, como diz o acreano, para deglutir e aprender a desconfiar de promessas grandiloquentes. A prefeitura da capital é um programa de humor pastelão, só que a população da capital é que está sendo feita de palhaça.

Ônibus

Depois de destruir completamente o sistema de transporte coletivo da capital, mesmo doando R$ 2,4 milhões de reais para as empresas e de fazer propaganda contando vantagem da redução de R$ 0,50 na passagem, mais uma presepada da prefeitura. Dos 51 ônibus prometidos que chegariam para rodar na capital, com ar-condicionado, só chegaram oito e, quem viu, diz que são carcaças ambulantes, velhos e sem vistoria.

Mentiras

Por quanto tempo se terá que conviver com isso? Quando reduziu a passagem em cinquenta centavos, a prefeitura cantou vitória, mas a fantasia não durou dois meses. Não houve melhora no atendimento, as empresas embolsaram os milhões, não acertaram as dívidas trabalhistas e simplesmente abandonaram os passageiros ao deus-dará. Nunca se viu tanta incompetência na capital e o prefeito ainda tem a falta de vergonha de atribuir isso a gestões passadas, isso no segundo ano de administração!

Ponte

Agora mais duas denúncias. A ponte do igarapé da Judia, também louvada nas redes sociais como grande obra do prefeito, já está caindo, desmoronando em menos de 20 dias. Um dos pilares de sustentação não aguentou e toda a estrutura ameaça ruir. Vinte dias! É uma vergonha.

Investigação

A zeladoria da prefeitura é uma fábrica de escândalos. Licitações misteriosas, empresas contratadas na surdina, verba de combustível milionária e gerida por empresa de fora do estado, da qual ninguém ouviu falar, falta de transparência e agora denúncia de favorecimento na contratação de terceirizados, que precisariam fazer juras de amor ao prefeito e a seus candidatos nas eleições. 

Por isso mesmo

Mas ninguém espere reações políticas na Câmara dos Vereadores que, como se diz, está toda dominada, graças aos cargos comissionados distribuídos aos legisladores. Quatro cavaleiros do apocalipse mantém a oposição ao prefeito, a CPI do transporte coletivo está esquecida, o silêncio é total, como se a cidade estivesse às mil maravilhas.

Pressão

Fazendeiros, grileiros, desmatadores, negacionistas vão aproveitar o encontro de trabalho entre o presidente Bolsonaro e seu colega peruano Pedro Castillo, a se realizar convenientemente em Porto Velho, reduto do reacionarismo mais enraizado do país, para insistir na construção da estrada entre Cruzeiro do Sul e Pucallpa.

Rejeitou

O parlamento peruano já rejeitou o projeto, não tem interesse em destruir a floresta, afrontar as comunidades indígenas e facilitar as vias do narcotráfico. Mas os brasileiros vão insistir em destruir esse santuário ambiental intocado da serra do Divisor.

Carne

Para o governo do Acre, uma boa notícia do encontro será a liberação da exportação de carne para o país vizinho, o que pode viabilizar de vez as instalações de produção de carne e derivados suínos de Brasileia e abre mercado para os pecuaristas locais. Falta uma discussão séria sobre a questão da imigração ilegal pela tríplice fronteira. 

Covid

O Acre registrou quatro mil casos de covid, com três mortes. Preventivamente, a Assembleia Legislativa suspendeu as sessões presenciais e voltou à videoconferência,  para preservar deputados, servidores e público. Tudo bem, se não fosse  a posição negacionista do deputado Roberto Duarte, que “não vê motivos para tanto”.

Para seu lado

Claro que o deputado está falando para seu público, os mesmos que rejeitam a vacina e lotam os hospitais, que questionam a ciência, que usam o tal kit-covid. A conquista de votos valeria mais que o perigo contra vidas humanas?

São Paulo

A Rede quer que São Paulo seja o domicílio eleitoral de Marina Silva na disputa por uma vaga de deputada federal. O estado deu a ela, em 2014 mais de 4 milhões de votos. A avaliação do partido é que ela tem mais chances lá do que em uma candidatura sem chapa forte no Acre. Como sempre, Marina se fecha em copas, em um silêncio preocupante. A omissão de Marina de qualquer negociação da Rede é significativa de seu estado de espírito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários