Sábado, 29 de Janeiro de 2022 03:21
(68) 99971-5137
Polícia e Justiça Coibir roubos

Polícia Militar do Acre deflagra segunda fase da Operação Relâmpago

Durante a ação, as equipes policiais, quando não estiverem atendendo ocorrências, irão realizar barreiras e abordagens, sem horários específicos, em locais estratégicos da capital e do interior, levantados pelo setor de Análise Criminal da corporação

14/01/2022 16h47
Por: Denis Henrique Fonte: Secom
Polícia Militar do Acre deflagra segunda fase da Operação Relâmpago

O comando da Polícia Militar do Acre (PMAC) deflagrou nesta sexta-feira, 14, a segunda fase da “Operação Relâmpago”. Com o emprego do efetivo de todas as unidades do Estado, a ação teve seu lançamento no estacionamento do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), localizado na Arena da Floresta e tem como objetivo específico coibir roubos e furtos de veículos.

Durante a ação, as equipes policiais, quando não estiverem atendendo ocorrências, irão realizar barreiras e abordagens, sem horários específicos, em locais estratégicos da capital e do interior, levantados pelo setor de Análise Criminal da corporação.

O coronel Atahualpa Ribera, diretor operacional da PMAC, esteve à frente do lançamento da operação e contou um pouco sobre o intuito das ações que serão desencadeadas em todo o estado: “O objetivo da operação é se antecipar às ocorrências, prevenindo os delitos, sendo um importante elemento de surpresa”.

O diretor salientou, ainda, que a operação foi reeditada, em comparação à do ano anterior, buscando melhorias para o aprimoramento da atividade policial. “Fizemos uma aferição dessa operação feita no ano passado, quando tivemos sucesso nos números e, neste ano, conseguimos implementar algumas mudanças, aprendendo com alguns erros anteriores e implementando inovações positivas”, finalizou.

Estiveram presentes ao lançamento da operação, o tenente-coronel Rômulo Modesto, comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE); o major Felipe Russo, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM); e o major Rogério da Silva, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM); além de outros oficiais e praças da instituição.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.