Segunda, 24 de Janeiro de 2022 15:13
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Roxinho

MP recomenda exoneração de amigo do Governador, pois não preenche os requisitos legais previstos para a ocupação do cargo de diretor

30/12/2021 15h22
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Governador Gladson Cameli com seu amigo Júlio Cezar Moura de Farias, o Roxinho
Governador Gladson Cameli com seu amigo Júlio Cezar Moura de Farias, o Roxinho

Inapetência
Incompreensível a recusa do governo federal à ajuda humanitária oferecida pela Argentina às vítimas dos desastres causados pelas chuvas na Bahia. Mais uma vez Jair Bolsonaro demonstra a baixa estatura moral e intelectual para exercer a Presidência e sua notória inapetência para o trabalho. Ajuda humanitária é algo que não se recusa. Especialmente quando se trata de um desastre das proporções como a da Bahia.

Repulsa
A imagem do presidente de férias em Santa Catarina, contrastando com o sofrimento dos baianos é de causar repulsa. Sorte que na contramão dessa postura sem noção do presidente, os brasileiros se mobilizam em correntes de solidariedade.

Ajuda direta
Após a recusa do governo Federal em receber ajuda humanitária da Argentina, o governador da Bahia, Rui Costa, anunciou, através das redes sociais, que o estado aceitará ajuda de forma direta, sem que o apoio precise passar pela diplomacia brasileira.

Autonomia
Mais uma ação do governo federal contra a imunização da população. Parecer publicado pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, proíbe universidades e institutos federais de exigirem comprovante de vacinação para aulas presenciais. Só uma coisinha Sr. Ministro: Universidades têm autonomia prevista na Constituição.

De corar estátua
Na política, vez por outra acontecem coisas de fazer corar estátuas de gesso. É o que se viu com a publicação de um editorial publicado em um site usado para promover o mandato e ideias do senador Márcio Bittar. O texto sugere que o governador Gladson Cameli deverá ter o “ato magnânimo” de desistir da disputa e lançar o nome do senador que teria “feito tanto pelo Acre”.  Ambição desmesurada definitivamente deixa a visão turva e leva a distorções absurdas.
O senador Márcio Bittar deve achar que tem o direito de se sentar ao lado de Zeus, senhor do Olimpo e ditar regras para o seu próprio benefício.

Lya Luft
Serão cafés literários sem fim no céu.
A escritora Lya Luft faleceu na madrugada desta quinta-feira (30) e em Porto Alegre. Natural de Santa Cruz do Sul, ela tinha 83 anos. Lya lutava há 7 meses contra um melanoma, câncer descoberto já com metástase. Ficou internada, mas pediu para ir para casa antes do Natal. Lya morreu enquanto dormia. Grata a essa grande que sempre vai nos encantar.

Contra fogos
O deputado Pedro Longo (PV) se uniu às entidades Patinha Carente e Amor a Quatro Patas, para apresentar à justiça uma ação popular contra à queima de fogos com estampido durante o réveillon de 2022. A medida busca proteger os animais que sofrem por conta da sensibilidade auditiva. O barulho também é prejudicial para crianças com autismo e pessoas internadas nas unidades de Saúde.
O pedido foi apresentado à Vara da Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco ontem, após o prefeito Tião Bocalom anunciar uma queima de fogos com estampido na cidade.

Roxinho
O procurador de Justiça, Sammy Barbosa Lopes, recomendou ao governador Gladson Cameli (PP) que exonere Júlio Cezar Moura de Farias, o Roxinho, do cargo de diretor administrativo e financeiro da Companhia de Habitação do Acre (Cohab), de forma imediata.
A recomendação foi publicada no Diário Oficial do Ministério Público do Acre, edição desta quarta-feira, 29.

Sem requisitos
Ainda de acordo com Sammy Barbosa, Gladson tem 15 dias para informar ao Ministério Público as providências adotadas acerca da recomendação.
Para o procurador de Justiça, Roxinho não preenche os requisitos legais previstos para a ocupação do cargo de diretor do órgão. Ou seja, ter nível superior ou notória experiência na gestão pública para investidura no cargo. Júlio Cézar está no cargo desde agosto deste ano.

Suplicy
O ex-senador e atual vereador por São Paulo, Eduardo Suplicy (PT), 80 anos, foi diagnosticado com Covid-19. Em anúncio na terça-feira (28/12) pelas redes sociais, o petista disse que os sintomas são de pequena intensidade em razão do fato de ter recebido a dose de reforça da vacina. Ele relata ter apresentado tosse e sentido cansaço.

Voto de confiança
Definitivamente falta um conselheiro na área de marketing do governo.  Incomodado com as acusações que enfrenta no âmbito da Operação Ptolomeu, da Polícia Federal, o governador Gladson Cameli, resolveu pedir em suas redes sociais ‘um voto de confiança à população neste momento’.  A reposta foi uma enxurrada de duras críticas da maioria dos internautas.

Críticas
“O voto de confiança foi dado em 2018. Foram 223.993 votos jogados na vala da corrupção”, disse um internauta. “Não engana mais ninguém”, comentou outro.
“Voto você já teve, agora se o povo realmente quer algo melhor para o Acre não vota mais em você, vc foi a maior decepção”, escreveu um terceiro.  

Devastado
A verdade é que o Acre está devastado em todos os sentidos. A cada sirene que se ouve nas ruas, vem a pergunta: a federal está na rua?  E o que fazem os nobres deputados e o presidente da ALEAC, Sr. Nicolau Junior, cunhado do governador Gladson Cameli? Absolutamente nada. Ou melhor. Nicolau parece já estar em plena campanha em Cruzeiro do Sul, entregando brinquedos  com a irmã, a primeira dama Ana Paula Cameli para crianças ribeirinhas.

Caiu pra cima
João Paulo Setti, que exerceu a função de Procurador-Geral do Estado e conseguiu a proeza de ser exonerado duas vezes, reconduzido ao cargo e promovido em pouco mais de um mês, agora foi nomeado para a Procuradoria Regional do Estado em Brasília. Caiu pra cima, como dizem por aqui.

Antiviral
O alerta do infectologista Thor Dantas tem sentido e é preciso que as autoridades tomem alguma providência. No meio de uma epidemia de gripe, não se achar o medicamento antiviral específico contra o vírus em lugar nenhum, nem no público, nem nas farmácias é no mínimo preocupante.

Notícia bizarra
Qual a notícia mais bizarra da semana? Vote aí: 1) Moro admitindo que utilizou o judiciário para destruir o PT; 2) Bolsonaro negando auxílio internacional para a Bahia, enquanto curte suas férias; 3) Bolsonaro que teve contato com um deputado que positivou para COVID e segue aglomerando; 4) Márcio Bittar sugerindo seu nome como salvador da pátria para o governo; 5) Gladson pedir voto de confiança em meio a denúncias de corrupção;  6) o ex-procurador que foi exonerado duas vezes? Difícil escolher a mais bizarra.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.