Segunda, 24 de Janeiro de 2022 15:29
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Tem juízo não!

Tião Bocalom na contramão de todo e qualquer bom senso, decidiu realizar o réveillon com show pirotécnico de 10 minutos

29/12/2021 09h32 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
ACRE EM NOTAS | Tem juízo não!

Tem juízo não!

O prefeito Tião Bocalom na contramão de todo e qualquer bom senso, decidiu realizar o réveillon com show pirotécnico de 10 minutos.  A capital vive um surto de gripe que superlota os postos de saúde, aumento de casos de dengue, o avanço do ômicron e o risco eminente de enchente. Tem juízo não, esse prefeito ?

Lição

Tudo me é permitido", mas nem tudo me convém”. 1 Coríntios 6:12. A exemplo do apóstolo Paulo, na administração pública, nem tudo o que é permitido é conveniente, lição que pelo visto o prefeito de Rio Branco ainda não aprendeu.Cabotino demais.Vamospararcomisso!

Escuridão

Senhor prefeito, ao invés de fogos que são politicamente incorretos pelo barulho e custam uma fortuna, saia do seu gabinete e faça uma caminhada nos bairros. Ande também ali pelo Parque da Maternidade a noite ( se conseguir!), e veja o perigo que está o local para a segurança das pessoas. Uma tristeza ver aquilo. Atrás do Hospital da Criança,  o breu é total. Uma escuridão que facilita qualquer ação de marginais. Pensar a cidade como uma extensão da própria casa é um bom exercício. E a atitude em defesa de todos é o presente que a cidade e nós, como cidadãos queremos e merecemos.

Solidariedade

Em tempos de radicalismo insano, um pouco de lucidez sempre é muito bem vinda. A  solidariedade fala mais alto do que as diferenças políticas.  Sem conseguir vaga para UTI em hospitais de São Paulo, a família do vice-governador Major Rocha aceitou a ajuda do ex-governador Tião Viana, que como médico conseguiu rapidamente resolver a situação. A saúde é o que importa. O resto? É só resto nessas horas. Parabéns pela postura Tião Viana e nossos sinceros votos de melhoras ao vice governador.

Retrógrado

Agora que o Acre vive seu mercúrio retrógrado (sei lá o que isso signifique) ah, isso vive! É operação da Polícia Federal cujo alvo é o governador,  vice -governador indo de UTI para São Paulo; possibilidade de enchente , surto de dengue, síndrome gripal, ameaça do vírus ômicron… Como diz aquele meme : Socorro, Jesus!

Esmorecer nunca

Mas quem é dessas “terras telúricas”, como diria Euclides da Cunha, sabe que esmorecer nunca foi alternativa para o acreano de pé rachado. Então, caminhamos para mais um ano de teimosia concluído com sucesso. Que venha 2022! Com mais atenção e cuidado nas urnas ( pelo amor de God!).  Observe os candidatos. Não importa raça, religião ou idade. Nem condição social. note apenas até onde vai o compromisso desse candidato com o bem-estar de todos ( não os deles). Veja se ele está disposto  a defender radicalmente a transparência e o uso correto dos recursos públicos. Voto é coisa séria. 

Servir

Candidato bom, sabe que deve ser assim. Querer é muito fácil. Misturar-se no cenário das disputas eleitorais também. Então minha gente, vamos ficar de olho nas opções que irão se apresentar neste ano eleitoral. Esta corrida é sempre PARA SERVIR  e não para se servir.

Adubo

Temos de fazer como as plantas: quando caírem porcarias sobre nós, devemos transformá- las em adubo e usá-lo para crescer ainda mais fortes.

Cobrança

Deputado Leo de Brito (PT) cobrou explicação do governador Gladson Cameli sobre a Operação Ptolomeu, que envolve o governo e parte do seu staff. De acordo com o deputado petista, “as tentativas de assessores, aliados políticos e setores aliados da imprensa acreana em colocar panos quentes em relação às graves acusações que pesam contra o governador Gladson Cameli (Progressistas) e a cúpula de seu governo, não é suficiente”.

Recado dado

Léo de Brito diz ainda que “as acusações constantes da Operação Ptolomeu, desencadeada pelo STJ, merecem, pelo menos, uma explicação firme, clara e consistente, sobretudo por parte do mandatário maior do estado do Acre. Ou ele explica as acusações ou se afasta imediatamente do governo”. Dado o recado.

MP

Danilo Lovisaro e Álvaro Pereira, procurador-geral e corregedor eleitos para o próximo biênio, uma dobradinha que será um divisor de águas no Ministério Público do Estado do Acre, depois das gestões acanhadas da atual procuradora Katia Rejane. São dois nomes de peso que darão ao MP o rumo que a instituição precisa que é de promover avanços, de efetivar justiça social, onde a primazia dos benefícios pertence aos mais necessitados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.