Segunda, 24 de Janeiro de 2022 15:24
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Luxo na decoração

O dinheiro não é problema para o governo que autorizou despesas de R$ 4 milhões com a decoração natalina

21/12/2021 14h25
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Decoração de Natal na esplanada do palácio Rio Branco.
Decoração de Natal na esplanada do palácio Rio Branco.

Dias tensos
O Acre vive dias tensos. Primeiro, a operação da PF cujo alvo foi o governo do Estado e hoje foi a vez do Deracre. A operação contou com a participação de mais de 40 policiais e o delegado Pedro Resende, determinou o afastamento da diretoria do Deracre de Cruzeiro do Sul.  E em Rio Branco, quatro pessoas foram afastadas: o diretor local, Luciano de Oliveira; o chefe de gabinete; a chefe do RH e o chefe de transportes.

Luxo na decoração
Uma decoração natalina pra Papai Noel nenhum botar defeito. Por aqui, padece-se de gestão, mas dinheiro não é problema para o governo que autorizou despesas de R$ 4 milhões com a decoração natalina. Para essa ornamentação de luxo, foram contratadas duas empresas a VACC Industria, Comércio e Serviço e a Atlas Construção e Serviço.

Extratos
De acordo com os extratos publicados no dia 17, no Diário Oficial do Estado e no Portal da Transparência, a VACC vai receber R$ 3.474.426,00 e a Atlas R$ 664.884,00.
O detalhe mais curioso é que os enfeites não foram comprados, mas alugados ao contratante. Em 2020, a Atlas também forneceu os enfeites natalinos ao governo, ao preço de R$ 1.272.962,80. O aumento, em comparação a 2020, é de quase 70%. 

Serra do Divisor
Finalmente foi descartada por decisão judicial, em médio prazo, qualquer possibilidade da construção da rodovia Cruzeiro do Sul/Pucallpa, transformando o projeto em um mero pesadelo de uma noite de verão, parafraseando Shakespeare. Para as autoridades peruanas, a estrada só facilitaria o desmatamento e o tráfico de drogas.

Em paz
Com isso, vamos ver se os políticos acreanos apagam o facho e deixam em paz a reserva da Serra do Divisor, com sua exuberância única de diversidade, em vez de buscar azulejar toda floresta, como queriam alguns parlamentares. Os pássaros, riqueza única da serra do Divisor, podem ficar momentaneamente em paz. 

Vacina em crianças
Matéria no G1 hoje mostra o desespero de uma mãe, a vendedora Valkíria Alice dos Santos, de 39 anos, após a filha Ana Luísa dos Santos Oliveira, de 8 anos, morrer por complicações da Covid-19. Ela contou que a família já está toda imunizada e que torcia para que a liberação da vacina para crianças acontecesse logo. Moradora do Guarujá, no litoral de São Paulo, ela explica que a filha não tinha qualquer diagnóstico de comorbidades.

Perverso
Só uma gente perversa proíbe mães e pais de vacinarem os filhos contra uma doença perigosa. Mesmo tendo o aval da Anvisa, para liberar a vacina de crianças entre cinco e 11 anos de idade, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que é médico, faz seu discurso baseado em um traço comum no governo de Jair Bolsonaro: a psicopatia e a pulsão de morte.

Que país é esse?
As ameaças e perseguição aos servidores da Anvisa é no mínimo intolerável. Mostra como o discurso do ódio chegou a níveis alarmantes no país. As ameaças intensificaram-se depois de a agência aprovar a vacinação contra a covid-19 de crianças de 5 a 11 anos, e Bolsonaro posicionar-se contra. Que país é esse, minha gente?

CREA-AC
Hoje pela manhã, a presidente do CREA-AC, engenheira Carmem Bernardino, recebeu no auditório do Conselho o prefeito Tião Bocalom. A reunião teve por objetivo a apresentação do Marco Regulatório do Saneamento. Foi apresentado um panorama sobre o sistema de saneamento da cidade para se possa nortear a reversão do DEPASA para Saerb.

Nomeada
Gabriela Câmara é a nova diretora do Instituto de Terras do Acre (Iteracre). A decisão está publicada no Diário Oficial do Estado, nessa edição de terça-feira (21). Gabriela é filha da ex-deputada federal Antônia Lúcia e foi candidata a vereadora nas últimas eleições.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.