Segunda, 24 de Janeiro de 2022 15:47
(68) 99971-5137
Polícia e Justiça Em Feijó

Polícia Civil e Polícia Militar prendem três pessoas e recuperam objetos subtraídos de comércio

Os criminosos subtraíram vários bens da loja, incluindo três televisões, seis notebooks, cinco tablets e outros objetos

03/12/2021 09h40
Por: Denis Henrique Fonte: Acreaovivo.com | PCAC
Polícia Civil e Polícia Militar prendem três pessoas e recuperam objetos subtraídos de comércio

O crime de furto qualificado pelo rompimento de obstáculo e concurso de pessoas foi praticado no dia 18 de novembro, durante a madrugada. Os criminosos subtraíram vários bens da loja, incluindo três televisões, seis notebooks, cinco tablets e outros objetos.

No mesmo dia (18), a polícia militar conduziu a Delegacia Geral de Feijó, o menor E.F.N, de 17 anos de idade, juntamente com alguns objetos. Posteriormente, uma equipe da polícia civil prendeu em flagrante os maiores D.C e R.P.L, os quais foram encaminhados à penitenciária Moacir Prado em Tarauacá.

Além dessas prisões, a polícia civil, recuperou parte substancial dos bens furtados, minimizando assim, o prejuízo da empresa.

Em continuidade, a Polícia Civil identificou os demais autores, dando por concluída a investigação quanto ao pilar autoria e materialidade, restando apenas o dever de localizar o restante dos bens.

Railson Ferreira ressalta que as facções criminosas, apesar de serem duramente reprimidas nesta cidade, promovem essas práticas delitivas, desafiando as leis. Destacou ainda que, por meio de investigação robusta, a Polícia Civil, com apoio da polícia militar encaminhou ao presídio e ao ISE 35 pessoas no ano de 2021, por terem cometidos crimes contra o patrimônio em desfavor do comércio local.

“A Polícia Civil se coloca inteiramente à disposição dos comerciantes, por entender que compõe um grupo de empreendedores que gera emprego e diminui as desigualdades sociais, devendo o Estado proteger tais grupos”, destaca Railson.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.