Terça, 07 de Dezembro de 2021 23:06
(68) 99971-5137
Polícia e Justiça Alerta

Sindicer alerta para golpe em suposta venda de tijolos por preços abaixo do mercado

Golpistas se passam por empresários do setor cerâmico para enganar pessoas com a suposta venda de tijolos com preço bem abaixo do praticado pelo mercado

25/11/2021 15h59
Por: Denis Henrique Fonte: Assessoria
Sindicer alerta para golpe em suposta venda de tijolos por preços abaixo do mercado

Golpistas estão se passando por empresários do setor cerâmico para enganar pessoas com a suposta venda de tijolos com preço bem abaixo do praticado pelo mercado acreano. O alerta é feito pelo Sindicato das Indústrias Cerâmicas do Estado do Acre (Sindicer).

De acordo com o presidente do Sindicer, Marcio Agiolfi, algumas empresas e consumidores já foram vítimas do golpe. “Tem acontecido bastante. Os criminosos utilizam logomarca e foto de empresas para oferecer o produto a um valor fora da realidade em anúncios nas redes sociais. O cliente paga antecipadamente, por Pix ou transferência, e não recebe a mercadoria”, detalha.

Agiolfi diz que a chave Pix ou conta repassada pelo golpista é sempre em nome de pessoa física, o que diferencia bastante do pagamento direcionado para uma empresa do setor, que é prioritariamente para o CNPJ. “É preciso total atenção com esses detalhes, pois depois que o golpe é aplicado, fica difícil conseguir recuperar o dinheiro. Portanto, duvide sempre de ofertas mirabolantes e busque exclusivamente o contato direto com as empresas. Já foram registradas denúncias para que os órgãos tomem conhecimento dessa situação”, ressalta o presidente do Sindicer.

Oura prática criminosa identificada é a de pessoas que anunciam em sites e redes sociais a venda de materiais de construção, também por preços bem abaixo do mercado, e depois adquirem esses produtos em cerâmicas e lojas de bairros, mas repassam ao comprador final uma quantidade inferior ao solicitado.

“Tem alguns que têm até caminhões e anunciam a venda de um milheiro de tijolo por determinado valor, mas entregam somente 900 ou até menos que isso. Teve casos de algumas pessoas que procuraram indústrias cerâmicas para relatar isso, só que a compra havia sido feita por esse ‘atravessador’, que acabou enganando o cliente”, salienta Agiolfi.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.