Sexta, 17 de Setembro de 2021 17:13
(68) 99971-5137
Política Urban95

MPAC participa de evento da Fundação Bernard Van Leer para debater qualidade do ar nas cidades

Realizado em ambiente virtual, o “Urban95” trouxe para debate a questão da qualidade do ar e sua importância para os primeiros anos de vida

14/09/2021 14h40
Por: Denis Henrique Fonte: MPAC
MPAC participa de evento da Fundação Bernard Van Leer para debater qualidade do ar nas cidades

Coordenadora do Centro de Apoio Operacional (Caop) de Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural, Habitação e Urbanismo, órgão auxiliar do MP acreano, a procuradora de Justiça Rita de Cássia Nogueira Lima participou, no dia 10, de evento realizado pela Fundação Bernard Van Leer para discutir iniciativas que promovam o bem-estar e a qualidade de vida de bebês e crianças nas cidades brasileiras.

Realizado em ambiente virtual, o “Urban95” trouxe para debate a questão da qualidade do ar e sua importância para os primeiros anos de vida. A representante do MP acreano compartilhou com os que acompanhavam o evento a experiência do projeto da rede de monitoramento da qualidade do ar, elaborado e desenvolvido pelo Caop, em parceria com instituições como a Universidade Federal do Acre (Ufac) e o Tribunal de Justiça.

A procuradora destacou que a iniciativa nasceu da lacuna do poder público para combater a poluição atmosférica. No Acre, as queimadas são a principal causa da emissão de poluentes no ar, o que tem se agravado nos últimos dias e provocado o aumento de internações hospitalares de grupos vulneráveis por doenças respiratórias. O aumento da frota de veículos no estado também é fator que contribui para a poluição.

Com a rede de monitoramento da qualidade do ar, foi possível mensurar o problema e requerer providências das autoridades responsáveis. Os aparelhos detectores de fumaça estão distribuídos entre os municípios, graças à destinação ao projeto dos recursos provenientes das transações penais em crimes ambientais de menor potencial ofensivo.

Para isso, Rita de Cássia Nogueira Lima disse que a articulação entre MP e Judiciário foi fundamental, possibilitando que os aparelhos sensores fossem adquiridos. Ela ainda falou da doação dos equipamentos para os estados da Região Norte e também para a região amazônica da Bolívia e do Peru, consolidando uma rede pan-amazônica de monitoramento da qualidade do ar que reúne e fornece dados precisos em tempo real.
.
“Tem que ser fortalecida essa rede de informações sobre as fontes de poluição atmosférica, monitorando, estabelecendo os municípios mais críticos. Era toda uma política pública que não estava sendo implementada aqui no estado, em relação à poluição atmosférica, a essa questão da saúde. Tudo isso nós sabemos que afeta por demais a nossa saúde, principalmente, os mais vulneráveis, as crianças e idosos”, disse.

A Fundação Bernard Van Leer é uma organização internacional sem fins lucrativos que atua no fomento e na difusão de experiências que funcionam no desenvolvimento da primeira infância. Criada pelo empresário holandês Bernard Van Leer, há mais de seis décadas financia pesquisas e projetos voltados às necessidades de jovens e crianças.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.