Sexta, 17 de Setembro de 2021 16:39
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Gravidez

O Acre é o terceiro estado do Brasil com mais gestantes adolescentes, entre 13 e 17 anos. O primeiro da região Norte. Há registros de gravidez com 11 anos.

13/09/2021 10h22
Por: Redação
ACRE EM NOTAS | Gravidez

 

Gestantes

O Acre é o terceiro estado do Brasil com mais gestantes adolescentes, entre 13 e 17 anos. O primeiro da região Norte. Há registros de gravidez com 11 anos. Quase 18% das meninas acreanas já engravidou e a iniciação sexual começa cedo para mais de 40% dos adolescentes. Os números são brutais e o que mais espanta é o descaso e a abordagem absolutamente errada do problema.

Proibição X conscientização

Criminalizar o problema ou varrer para baixo do tapete a questão da sexualização, com campanhas de abstinência que comprovadamente não funcionam, apelos religiosos ou endurecimento das leis para atos sexuais consentidos não resolvem e os números falam por si. É hora de assumir que jovem está exposto ao sexo, que essa é uma realidade que pode ser ignorada e que precisa de apoio, acolhimento, divulgação maciça de educação sexual, métodos anticoncepcionais disponíveis e o fim da hipocrisia.

Conhecimento

Hoje, um menino ou uma menina de 13 a 14 anos tem mais acesso a informações sobre sexo de que seus pais em idade adulta. O conteúdo pornográfico na internet está a um clique. Já não existem tantos inocentes que são seduzidos e nem toda relação é fruto de estupro, presumido ou não, A violência sexual, sim, precisa ser duramente combatida. A cultura do abuso do estupro, punida, mas é também necessário o entendimento de que hoje a sexualidade perdeu o tabu do proibido, do reprovável. Entender essas mudanças, acolher os jovens, dialogar, desmistificar a aura do proibido, que é o que atrai muitos, uma abordagem mais humana e científica pode ajudar na solução.

Hipocrisia

Com todas as ressalvas religiosas, com todos os questionamentos pessoais, com todas as posições válidas a respeito da posição de cada um ou de grupos, a realidade de 18% de menores de idade grávidas no estado, quase uma em cada cinco adolescentes que se tornam mães antes dos 18 anos leva à discussão não só sobre métodos anticoncepcionais e mais informação sobre prevenção e sexo, como uma discussão racional, aberta, sem preconceito sobre o aborto. Não abordar esse tema é obscurantismo e um machismo absurdo diante de uma situação limite.

Círculo

Outro dado que assustou na última semana e que deve ser acrescido a essa discussão. A maioria das vítimas de abuso sexual é órfã, de famílias desestruturadas, filhas de mães que também sofreram abusos e que perpetuam o círculo vicioso da violência familiar. E na maior parte dos casos desses abusos – não mais está se falando de sexualidade, mas de crime mesmo – acontece dentro do ambiente da família, entre parentes próximos, agregados ou no círculo íntimo das relações de vizinhança. Ou seja, o agressor não é o homem do saco, mas o insuspeito pai, padrasto, vizinho, irmão mais velho, aquele que teria o dever de cuidar. Uma sociedade doente precisa de ações mais conscientes.

Prefeitos

O governador Gladson Cameli assina amanhã convênios para obras urbanas em sete municípios, em parceria com prefeitos. Uma ação administrativa, mas com claro viés político. O governador aplaina caminhos para a campanha de reeleição e supera possíveis adversários nos contatos e conversas. Ao contrário dos que um dia acreditaram que o governador seria ingênuo na política, ele vai dando lições de articulação.

Quem entende

Ao mesmo tempo em que briga publicamente com o PSDB por sua posição contrária ao presidente, afirmando que, como parlamentar do partido, não foi consultada sobre as decisões, a deputada Mara Rocha aparece como uma das estrelas de reunião do PL no estado, para inauguração da nova sede e posse da nova diretoria regional. Ora, se a deputada está de saída do PSDB, para que dar pitaco na casa que abandona? Quem entende?

Justificativa

Nos meios políticos, a ação de deputada é vista como a busca de uma justificativa política para a mudança de legenda e uma forma de se cacifar dentro do novo partido, em que terá que disputar a hegemonia com o forte grupo da ex-deputada Antônia Lúcia, com o apoio da base evangélica no congresso que é liderada por seu esposo deputado pelo Amazonas.

Manifestação

Muito fraca a manifestação contra Bolsonaro no Acre, o que mostra que os defensores de uma suposta terceira via ainda estão longe de tornar viável essa opção. Se com a esquerda a situação no estado de confronto aos grupos ligados ao presidente, nas ruas, já é difícil, sem a militância motivada é de efeito desprezível.

Adiamento

Prefeitura adiou novamente início das aulas presenciais na rede municipal, dessa vez para o dia 18 de outubro. A desculpa é a falta de agentes de portaria, mas na verdade, profissionais das escolas apontam precariedade em todos os setores. E apontam perda brutal de qualidade do planejamento para o ano letivo. Falta investimento, dinheiro e compromisso, como em tudo o que a prefeitura faz de olho no menor gasto possível para economizar dinheiro sabe-se lá para quê.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Acre em notas
Sobre Acre em notas
Painel sobre política e bastidores das notícias
Rio Branco - AC
Atualizado às 18h31 - Fonte: Climatempo
34°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 32°

37° Sensação
9 km/h Vento
44% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (18/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (19/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.