Sexta, 17 de Setembro de 2021 16:45
(68) 99971-5137
Geral Opinião

7 de setembro amarelo

O Neoliberalismo é uma forma radical da teoria liberal que é a favor do livre mercado, mas o Estado fica responsável por garantir o bem estar da população

10/09/2021 16h17
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
7 de setembro amarelo

Por Talita Montysuma

O de 2021 está miseravelmente voando como uma ave rasga-mortalha. Essa é uma espécie de coruja de canto peculiar com som de pano grosso rasgando que nós acreanos temos muito medo de ouvir piando em cima de nossas casas trazendo o mau agouro, mas pra mim ainda resiste na boca da noite um gosto de Sol? Parece que foi ontem que mesmo em quarentena eu me reuni com minha família para passarmos a virada de ano com votos de esperança de dias melhores com a vacinação e a tentativa de uma volta à normalidade.

Assim como a esperança insiste, o Real resiste e estamos no mês de prevenção ao suicídio, o setembro amarelo, e com ele toda narrativa que envolve a rede de apoio que não temos firmada no Brasil e muito menos aqui em Rio Branco. Todavia já adianto aos que estão um pouco chocados que antes um mês para falarmos mais ou menos no assunto que nada.

E penso que não é em vão, mas o que me angustia em relação à ação seja justamente a inércia. Parece que o discurso é vazio, sem sustância cartorial, tipo quando num domingo eu tinha que arrumar a casa e eu era incumbida de passar o pano no chão e as vezes Deus tocava o coração de minha mãe e ela dizia – “só passa o pano onde o padre passa” - ou seja, não se aprofunde na limpeza é só um pro forma.

Digo isso porque não consigo, talvez por vício do trabalho, mas também pode ser característica do meu próprio sintoma, me contentar com uma superficialidade das coisas e relações. Quem escuta uma pessoa com ideação suicida percebe que ela está  cheia de outro eu, de o grande outro (A), esse lugar que Lacan descreve como matéria  com o qual o inconsciente estruturado como linguagem sobre todo atravessado por uma formação fantasmática, nunca de si mesmo.

Entendam minha linha de raciocínio: se acredito que se não existe um outro (aqui como sujeito encarnado) eu, não sei quem sou eu. Para que eu saiba que eu sou eu, várias pessoas me ensinaram isso começando pela minha mãe, meus avós, tios e tias, irmãos, escola, professores e amigos, amores, a novela, filhos e etc. e é disso que vamos ficando cheiros de verdade, não todas das representações que vão me fazendo o que os outros querem de mim.

Lacan tem uma pergunta que irá fundamentar o desejo – que se constitui de energias chamadas de pulsão de vida, que trata da autopreservação e procriação, criação e toda palavra que evoque nascer e construir, e pulsão de morte, que consiste em um eterno looping que sentimos angustia com que não conseguimos nomear, sair do lugar – essa pergunta é Che voui?” – o que você quer? – tão simples e tão complexa, capaz de emudecer você agora, provavelmente ficará ecoando na sua cabeça durante um tempo, isso acontece porque apesar de sabermos o que queremos, não sabemos por completo e somos travessados pelo desejo do (A) – grande outro.

Podemos dizer que nós neuróticos, como em Totem e Tabu, construímos representações imaginárias sobre o que os outros querem de nós e de como devemos nos portar, quem amar, como amar, isso é o que chamamos de padrão, que é tão explorado hoje pela lógica neoliberal que foi utilizada por Pinochet no Chile, Margareth Tascher na Inglaterra e Regan nos USA – sim, você pode não saber, mas estamos mais próximos de um regime fascista do que um regime comunista. Então não se preocupe que você não vai dividir sua caminhonete com o MST.

O Neoliberalismo é uma forma radical da teoria liberal que é a favor do livre mercado, mas o Estado fica responsável por garantir o bem estar da população. O livro dos psicanalistas Nelson Silva Junior e Christian Dunker, juntamente com o filósofo Vladimir Safatle, chamado Neoliberalismo como gestão do sofrimento psíquico, irá nos apontar a construção desse mal-estar.

O suicídio nasce da (des)esperança – a espera que não chega – na riqueza material, na beleza, na maternidade, no casamento, nos afetos enodados, na sexualidade rejeitada, na pobreza ignorada, em transformar o homem em uma empresa que tem que gerar lucro, isso fica evidente quando chamamos de “empreendedor” trabalhadores de aplicativo e perdas de direitos trabalhistas de “flexibilização”.

Não adianta usar amarelo em setembro e defender políticas neoliberais onde o Estado diz em rede nacional que vai acabar com a “festa de empregada doméstica indo pra Disney”, ou que “Pobre não tem que ir para a universidade”, ou Ameaça um dos três poderes, e que se alimenta da (des)esperança que ele cria com resto de osso como prato principal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Talita Montysuma
Sobre Talita Montysuma
Psicóloga, especialista em Clínica Psicanalítica.
Rio Branco - AC
Atualizado às 18h31 - Fonte: Climatempo
34°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 32°

37° Sensação
9 km/h Vento
44% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (18/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (19/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.