Terça, 27 de Julho de 2021 10:57
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Muro baixo

A justificativa dos fiscais foi que as armas seriam para sua segurança, por andarem pelo perigoso meio rural acreano, por isso o acompanhamento do grupo de soldados do Exército

17/06/2021 11h19 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Ação do IDAF (Governo Estadual) e do MAPA (Governo Federal) foi acompanhada por homens fortemente armados do Exército Brasileiro. Foto: vídeo reprodução
Ação do IDAF (Governo Estadual) e do MAPA (Governo Federal) foi acompanhada por homens fortemente armados do Exército Brasileiro. Foto: vídeo reprodução

Aniversário

O que há de tão especial no Acre que estimula o sentimento do mais exacerbado amor de seu povo, do ufanismo, de acreanidade expressa em qualquer situação? O Acre fica longe, geralmente é esquecido, tem a fama de sequer existir, ser terra de dinossauros e discos voadores. E consegue fazer dessas zoações combustível para seu orgulho, para sua afirmação. Basta conhecer o Acre, seu povo, sua história, que as críticas se apagam e nasce a relação de afinidade que nunca tem fim. O Acre é sua natureza e seu povo. Uma nação feliz. E demonstrou isso em seus 59 anos.

História

O Acre já foi terra de degredados. Para o estado foram mandados os marinheiros amotinados na Revolta da Chibata, de 1910, ainda à espera de serem identificados com sua descendência nessa terra, um dos grandes episódios antirracistas da história. Foi para que que vieram, também, os negacionistas na Revolta da Vacina, os que fugiam da tirania de Artur Bernardes, os desiludidos da era Vargas, os perseguidos pelo golpe de 64, os deserdados da América. Reza a lenda que Chico Mendes se encontrou com Che Guevara nas matas acreanas. Verdade? Quem pode afirmar se certo ou errado com o chá do Mariri a libertar consciências?

Destino

O Acre foi o destino de milhares de nordestinos afugentados pelas grandes secas do fim do século passado e pelo flagelo de 1915, retratado por Rachel de Queiróz. Homens que se sujeitavam à servidão dos seringais para não morrer de fome, mas que criaram, com sua fibra, a riqueza do povo acreano, junto com os indígenas, os imigrantes, especialmente os sírios e libaneses e depois, gente de todo o Brasil aqui recebida de braços abertos.

Muro baixo

Mas o Acre é também a terra de muros baixos e de incoerências.  Nessa semana, um episódio lembrou isso de um modo assustador. Um grande fazendeiro, Jorge Moura, acusado de pulverizar irregularmente com agrotóxico propriedades vizinhas a sua fazenda, na luta para se livrar da praga que ameaça sua soja, foi abordados por soldados do exército armados para uma fiscalização. A justificativa dos fiscais foi que as armas seriam para sua segurança, por andarem pelo perigoso meio rural acreano, por isso o acompanhamento do grupo de soldados do Exército.

Revolta

Isso causou a revolta do fazendeiro. Ele postou nas redes sociais que não era bandido e que uma fiscalização não teria necessidade de militares armados com fuzis em punho. Constrangimento feito, o fazendeiro gravou um vídeo denunciando o que considerou uma ação desnecessária e arbitrária. Jorge Moura sentiu na pele o que muitos colonos, posseiros e desassistidos já sentiram muitas vezes.

Mutirão

Finalmente governo e prefeitura estão unidos em dois mutirões de vacina contra COVID-19 anunciados para hoje, amanhã e no fim de semana. A ideia de vacinar em diversos pontos evita a aglomeração. Medida mais que acertada do governador Gladson Cameli e do prefeito Tião Bocalom. É assim, com o esforço e a união de todos, que vamos zerando os índices e vencendo essa doença terrível.

Brasil

Chegou ontem, 16, um avião com mais 530 mil doses da vacina Pfizer. A estimativa é que sejam entregues 2,4 milhões de imunizantes nesta semana. Por outro lado, o Brasil registrou mais 2.468 mortes nas últimas 24h. O total de vidas perdidas é de 490.696.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Acre em notas
Sobre Acre em notas
Painel sobre política e bastidores das notícias
Rio Branco - AC
Atualizado às 12h45 - Fonte: Climatempo
31°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 34°

35° Sensação
7 km/h Vento
63% Umidade do ar
90% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (28/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 33°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (29/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens