Sábado, 12 de Junho de 2021 15:45
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Escândalo

Bittar apadrinhou a minúscula Gameleira de Goiás/GO, com R$ 20 milhões para cidade de Goiás que nunca viu rastro do dinheiro, mas que aparecem na planilha secreta do Planalto

14/05/2021 11h16 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Senador Bittar, do Acre (!) e acesso à pequena Gameleira de Goiás/GO. Imagem: montagem com fotos Facebook
Senador Bittar, do Acre (!) e acesso à pequena Gameleira de Goiás/GO. Imagem: montagem com fotos Facebook

Solidariedade

A responsabilidade social é moeda rara nos temos atuais. Não é o que acontece com o modelo acreano Marcelo Bimbi e sua companheira Nicole Bahls. Famosos, bem sucedidos, destaque em todo o país, ele retorna a sua terra Natal, o Acre, para uma ação de solidariedade e exemplo de compromisso com os mais necessitados.

Futebol

O casal promove hoje, a partir das 18 horas, mais uma edição do “Futebol Solidário”, no estádio Arena Acreana. A partida terá renda revertida para as famílias em situação de vulnerabilidade social no estado. Vão participar atores, personalidades, ex-jogadores como Junior Baiano, Amaral, Alex Dias, o lutador Popó, o mix de esportista, agitador e jornalista Cortolouco, o ator Eri Johnson.  O evento tem o apoio do governo do Estado. Vale prestigiar e colaborar, com todos os cuidados exigidos de distanciamento.

Responsabilidade

A vereadora Michelle Melo está perdendo a paciência com o descaso da prefeitura em cumprir a lei. Apesar de inúmeras tentativas de vereadores e assessores, de ter nomeado um articulador político na Câmara Municipal, o ex-deputado Helder Paiva, a postura de soberba do prefeito não mudou. Ele simplesmente ignora os requerimentos de informação apresentados pelos vereadores na sua função legal de fiscalizar o executivo. Só que isso é crime de responsabilidade.

Efeitos

Se o prefeito Bocalom não sabe disso – é possível que em seu feudo medieval de Acrelândia não fosse incomodado com cobranças – ignorar requerimentos é grave e pode gerar até a cassação, segundo a Lei Orgânica e a Constituição. É ponto base do equilíbrio entre os poderes. Mas assessores têm relatado que é difícil mostrar essa realidade ao prefeito, que parece viver em um universo paralelo, com suas próprias regras.

Energia solar

Sobre o projeto de instalação anunciado pelo prefeito Tião Bocalom, de um parque de energia solar fotovoltaica em Rio Branco, não é assim fácil. Primeiro, porque uma estrutura dessa é cara na instalação e na manutenção. Depois, tem que se investir em estrutura de armazenamento e distribuição dessa energia e aqui aparece o grande empecilho. A prefeitura não tem autorização para distribuir energia, o que é privativo da Energisa. Então, a prefeitura terá, obrigatoriamente, de vender a energia para a empresa privada. Qual a vantagem disso? Será que não há coisas mais urgentes para se investir? Se o prefeito achou caro o projeto de iluminação a LED, que reduz o gasto de energia da própria prefeitura, consideraria boa a instalação de um parque gerador?
Alguém me explica?

Escândalo

Um grande escândalo estourou hoje e vai abalar a política acreana com reflexos no governo federal. Envolve o senador do Acre Marcio Bittar e o chamado “Bolsolão”, o esquema de orçamento paralelo que teria reservado R$ 3 bilhões para a compra de deputados do Centrão.
Bittar apadrinhou a minúscula Gameleira de Goiás/GO, com R$ 20 milhões para cidade de Goiás que nunca viu rastro do dinheiro, mas que aparecem na planilha secreta do Planalto, equivalente a 13 vezes a arrecadação anual de impostos do município e mais da metade já consta no sistema oficial do Governo Federal como paga.
A Gameleira de lá dá frutos que a daqui não dá!

Ufac

A Ufac pode simplesmente fechar as portas até o final do ano, sem dinheiro para se manter, sequer para pagar a conta de luz. O Governo Federal cortou o orçamento de todas as universidades federais. No caso da Ufac a perda chega a mais de R$ 5 milhões. Afinal, para um governo que considera a universidade pública apernas um antro de esquerdistas maconheiros, que flerta com a ideia da terra plana e condena a ciência, para que serviria uma universidade, não é mesmo? Mas escrevo aqui: isso O descaso é tão grande que sequer o ENEM deve acontecer esse ano por falta de verba.

Florestas

A audiência pública para debater a lei de concessão de florestas públicas mostrou que falta conversar mais com os principais interessados: os povos indígenas e os moradores da floresta. No Acre, essas florestas, incluindo as que estão no pacote da concessão, Liberdade, Gregório e Mogno, não são terra de ninguém. Mora gente lá e nos arredores, que tem história de resistência, além do patrimônio incomensurável em recursos de flora e fauna. Não se trata de ser contrário a lei de forma radical, mas defender a participação maior da sociedade, que não pode se restringir a uma audiência, precisa estar garantida. E a fiscalização deve ser firme,

Diferente

O governador Gladson Cameli é diferenciado na maneira de tratar qualquer manifestação de cobrança ou questionamento. Depois de encarar um desafeto na inauguração da ponte do Abunã, vencendo o debate por falta de argumentos do desafiante, ontem, ao se ver em meio a manifestação da Associação dos Militares, que fazia protesto com adesivaço, parou o carro, foi aos manifestantes e participou da ação, para espanto de muitos. Coragem e disposição para conversar não faltam ao governador.

Assis Brasil

Governador vai hoje a Assis Brasil assinar uma série de convênios e  anunciar obras, especialmente de ramais junto ao prefeito Jerry Correia. Assis Brasil merece atenção especial por sua história, localização e o caráter estratégico que pode ter na economia do estado.

Candidatura

O PT ao que parece já definiu que o ex-prefeito Marcus Alexandre será o nome para puxar a chapa de deputados estaduais do partido na eleição do próximo ano, especialmente se continuar em vigor o voto proporcional no parlamento. Seria uma plataforma de lançamento do nome do ex-prefeito para tentar voltar ao cargo que ocupou por dois mandatos, em 2024.

Lembrando

“Lei 8429/92
Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que: II - retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício;”
Por exemplo, NÃO COMPRAR VACINAS ESSENCIAIS em uma pandemia.

O que falta ?

E o Brasil segue sendo desgovernado por um presidente que não para de promover "atentados". Falta o quê, para uma ação firme e definitiva, contra todos os desmandos e absurdos no Brasil, que estamos carecas  de saber?

Normalizaram o crime de responsabilidade?

É isso?
Fora Bolsonaro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Acre em notas
Sobre Acre em notas
Painel sobre política e bastidores das notícias
Rio Branco - AC
Atualizado às 17h45 - Fonte: Climatempo
25°
Muitas nuvens

Mín. 19° Máx. 26°

25° Sensação
11 km/h Vento
74% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (13/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Segunda (14/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens