Quarta, 17 de Julho de 2024
26°

Tempo limpo

Rio Branco, AC

Cultura Literatura

AJEB | Romance orgânico

Hoje, de vez em quando, cruzamos um pelo outro na correria da vida, sorrimos um para o outro como velhos conhecidos!

12/05/2021 às 10h49 Atualizada em 12/05/2021 às 11h19
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Compartilhe:

Nossa ajebiana Fátima Cordeiro, natural de Rio Branco/AC, preenche os espaços da Coluna da AJEB nessa quarta-feira feira. Fátima é pedagoga com especialização em Pedagogia Social e Elaboração de Projetos. Trabalha na Educação estadual desde 1990. Atuou em diversos filmes e peças teatrais em Rio Branco, obtendo o prêmio de Melhor Atriz e Melhor Roteiro no 8º Festival de Cinema Acreano promovido pela Associação Acreana de Cinema/ ASACINE (2006). Gosta de apresentar-se através de performances cênicas, valorizando a leitura lúdica. Recebeu Honra ao Mérito Amiga da Cultura pela Academia Juvenil Acreana de Letras (2015). É autora dos livros Sementes de Mostarda, A Menina Fez Carinho na Lua e A Louca do Orfanato. Tem crônicas e poesias publicadas em diversas Antologias.

  • PRÊMIO LITERATURA 1º LUGAR – gênero crônica – ROMANCE ORGÂNICO – Edital As Cores da Cidade da Fundação Garibaldi Brasil. dezembro de 2020.
  • MENÇÃO HONROSA 4º LUGAR – MEU VULCÂNICO SER 2021 – I Varal Literário de Poesia Marginal, do GRUPO PSICOFOBI AQUI NÃO, com a temática “Além das fronteiras da mente”, Pensando Monlevade-MG.
  • MENÇÃO HONROSA 4º LUGAR – crônica – CAFÉ DA MANHÃ - ACADEMIA DE LETRAS, CIÊNCIAS E ARTES DE PONTE NOVA – ALEPON, CONCURSO LITERÁRIO PRÊMIO PROFESSOR MÁRIO ClÍMACO/2021. É Membro da Sociedade Literária Acreana – SLA, Academia Acreana de Letras -AAL e Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil - AJEB.

Romance orgânico

Por Fátima Cordeiro

Escritora Fátima Cordeiro. Foto: arquivo pessoal.

 

Às vezes, sentimos uma anônima ternura por alguém. Tenho esse estranho sentimento por um colega do tempo da escola ginasial. Ele, sempre comunicativo, sorrisos gratuitos, ficava lindo no uniforme azul da educação física, mesmo não tendo atributos físicos para as diversas modalidades esportivas. Motivo de nossos “risinhos’’ de meninas sonhadoras.

Quando se dirigia a nós com uma despretensiosa saudação, nela continha uma infinidade de possibilidades para cada uma de nós; eu já imaginava, quem sabe... termos apenas três filhos! Esse meu amigo morava no bairro vizinho ao meu. Todas as manhãs ele comprava verduras, principalmente, alfaces e tomates a pedido de sua mãe e irmãs mais velhas.

Minha mãe cultivava verduras. Muitos canteiros com uma diversidade de hortaliças. As alfaces eram bem disputadas pelos fregueses. Todas as vezes que ele passava na minha casa para comprar verduras, eu me escondia. Nunca soube que eu era a filha da verdureira. Eu apenas o observava, ocultamente, sua gentileza, seu carinho, a forma que escolhia as folhas mais bonitas e saborosas.

Eu sempre terei uma infinita ternura por ele que jamais saberá. Desconhece que seus nobres gestos de cliente ajudaram a minha família a ter mais dignidade. Mesmo depois de tantos anos, o cheiro dessas memórias permanece vivo, firme.

Hoje, de vez em quando, cruzamos um pelo outro na correria da vida, sorrimos um para o outro como velhos conhecidos!

Esse romance orgânico nunca daria certo.

 (Prêmio Garibaldi Brasil de Literatura – 2020)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Escritoras e Jornalistas em Pauta
Escritoras e Jornalistas em Pauta
Sobre Coluna semanal da Associação das Jornalistas e Escritoras do Brasil – AJEB, coordenadoria Acre
Rio Branco, AC Atualizado às 10h54 - Fonte: ClimaTempo
26°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 31°

Qui 34°C 15°C
Sex 37°C 17°C
Sáb 37°C 19°C
Dom 40°C 21°C
Seg 39°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes