Sexta, 25 de Junho de 2021 05:58
(68) 99971-5137
Geral Editorial

Os desafios da ponte

O Acre tem o futuro em suas mãos e é preciso cuidar bem dele

07/05/2021 20h03 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Ponte do Abunã sobre o rio Madeira. Foto: Pedro Devani.
Ponte do Abunã sobre o rio Madeira. Foto: Pedro Devani.

A abertura da ponte do Abunã, sobre o rio Madeira, impõe um desafio para o Acre. Acabaram os argumentos de isolamento, de custos da balsa, do tempo perdido, das dificuldades logísticas a impedir o desenvolvimento do estado. 

Acerta o governador quando usa a imagem de que o Acre vai deixar de ser o rabo para ser a cabeça do Brasil, apontando a direção da fronteira oeste, da integração continental, do acesso ao Pacífico, da abertura ao capital chinês, hoje o que mais se expande no mundo, da nova fronteira do agronegócio racional e não predatório.

O Acre tem o futuro em suas mãos e é preciso cuidar bem dele. Saber usar sua vocação mista de produção, mas com preservação, uma economia de base agroflorestal, com respeito à natureza e às populações e saberes tradicionais, mas aberta à tecnologia, aos avanços da produção, à satisfação das necessidades de seu povo.

Que a ponte possa, enfim, significar uma nova era que já foi prometida e não cumprida com o asfaltamento da BR-364, com a extensão desse asfalto até o Juruá, depois com a implantação da Rodovia do Pacífico, a instalação da ZPE, todas expectativa frustradas de um futuro melhor.

Por isso, é necessário um plano de desenvolvimento que parta de uma análise do impacto da ponte na economia regional, que estabeleça eixos de produção, de escoamento, de distribuição, que coordene fluxo de mercadorias de e para o sul do país e da integração continental com Peru, Bolívia e o caminho da Ásia, sem deixar de lado o fortalecimento do turismo integrado e regional.

Que promova o intercâmbio de experiências, que priorize os interesses da população, que responda à necessidade de geração de emprego e renda. Que respeite o patrimônio natural e cultural do estado.

A hora é agora. Independente de aspectos políticos ou ideológicos, o Acre precisa de união e determinação para traçar de forma justa e competente seu caminho para o futuro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.