Domingo, 09 de Maio de 2021 12:28
(68) 99971-5137
Política Opinião

ACRE EM NOTAS | Crise

O estrago está feito, a PM reagiu com vigor e agora é apagar o fogo

13/04/2021 11h10 Atualizada há 3 semanas
309
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com
Secretário Paulo Cezar. Foto: Marcos Vicentti
Secretário Paulo Cezar. Foto: Marcos Vicentti

Vacinação

A campanha de vacinação no Acre caminha aos trancos e barrancos, com troca de acusações entre governo e a prefeitura da capital sobre responsabilidades e rapidez e um novo questionamento judicial dos ministérios públicos Estadual e Federal e da Defensoria Pública sobre prioridades de acordo com o plano nacional. Este último questionamento mostra algumas puladas de cerca na lista das obrigações.

Limite

O MP e a defensoria alegam que, segundo as recomendações, idosos, pessoas com comorbidades e deficientes são prioridade nesse momento e o plano de vacinação prevê que só quando uma categoria tiver atingido 90% de imunização se poderá passar para a categoria seguinte. Acontece que os portadores de comorbidades e deficientes mal começaram a receber a vacina e já começa a aplicação em militares. As duas instituições recomendam que só sejam atendidos, entre os policiais militares e bombeiros, os que têm contato direto com pacientes, no transporte de doentes, no resgate a atendimento pré-hospitalar e os que fazem a vigilância das medidas restritivas e que tenham, em tese, contato com pessoas que poderiam estar infectadas.

Nome e CPF

É preciso que o governo forneça o nome, CPF, matrícula funcional e lotação do servidor, estando vetada a vacinação de pessoal administrativo. Um pouco de moralidade.

De volta ao lar

O governador Gladson Cameli retornou ao PP, do qual se afastou na campanha e deu de cara com o prefeito Bocalom em sua filiação. Sem nenhum constrangimento, o prefeito evitou dar seu apoio à candidatura de Gladson à reeleição, afirmando que vai ficar distante da disputa, embora até as pilastras da ponte velha saibam de seu compromisso com Petecão. Gladson fingiu que não ouviu a manifestação de Bocalom.

Cansou

A prefeita Socorro Neri, que sempre foi leal ao governador, cansou de fofocas com seu nome para ocupar uma secretaria, cargo que não pediu e do qual nunca fez questão. Acertou sua volta à sala de aula da Ufac e deixou em aberto uma candidatura ao senado pelo PSB, confiando em números de pesquisa não divulgada encomendada por uma entidade de peso que mostra um crescimento vertiginoso da aceitação de seu nome. Na mesma medida da queda de popularidade do prefeito. Socorro Neri optou por sua zona de conforto, sem esperar o escrutínio alheio.

Veto

Consta em algumas especulações que Socorro Neri teve seu nome vetado por parte da bancada de apoio estadual, encontrado forte oposição no senador Márcio Bittar e outros caciques que, curiosamente, não estavam ao lado do governador na última eleição. Como Socorro Neri não vai entrar em leilão, tomou seu caminho, sem destruir pontes, como sempre faz.

Apoio

O MDB divulgou nota de desagravo ao senador Márcio Bittar, uma ação protocolar. Sabe-se que em certas alas mais progressistas do partido, o clima é de indignação com as ações de Bittar e que a expectativa é que ele não chega à eleição no partido. Vai para onde o vento de Bolsonaro soprar.

Não pode

Setores ligados ao vice governador major Rocha estão divulgando que a deputada Mara Rocha poderia vir a ser candidata ao senado. Balela engana trouxa. A deputada, por ter o irmão no cargo de vice-governador, só pode ser candidata à reeleição, segundo a lei eleitoral, pois a candidatura do cargo ao Senado é considerada majoritária.

Chapa

Há forte movimento para se mudar novamente a lei eleitoral. Muitos querem voltar com as coligações proporcionais, por não conseguirem montar uma chapa completa que motive o eleitor. Outros querem implantar o modelo puro ou híbrido de voo distrital ou ainda a eleição dos mais votados, sem ponderação de quociente eleitoral. Tudo para evitar que partidos percam a quota eleitoral por fraco desempenho.

Crise

O fim de semana marcou a abertura de séria crise na Segurança Pública, a partir da divulgação de uma conversa particular do secretário Paulo Cezar. Embora imprudente por comentar assuntos como esse por telefone, o secretário está certo em mostrar indignação com a falta de sigilo de uma conversa particular. Seja como for, o estrago está feito, a PM reagiu com vigor e agora é apagar o fogo.

Sede

O Ministério Público Estadual vai transferir sua sede para o antigo Resort Hotel, na via Verde, hoje um prédio do qual só sobrou a casca, tendo sido levado tudo de valor, transformado em um verdadeiro castelo fantasma. O decreto de desapropriação foi assinado pelo governador Cameli. Pelo menos será dada uma utilização digna para o local.

Derrota

O MAS, partido do presidente da Bolívia e do ex-presidente Evo Morales, foi derrotado nas eleições regionais daquele país, no domingo. Aqui perto, em Cobija, foi eleito o médico cadeirante Régis Richter Alencar, o “Papito”, do partido “Movimiento Tercero Sistema (MTS)”, de oposição liberal ao poder central. “Papiro” tem vasta experiência política, tendo sido alcaide de Porvenir, onde ocupou a prefeitura por dez anos.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Acre em notas
Sobre Acre em notas
Painel sobre política e bastidores das notícias.
Rio Branco - AC
Atualizado às 14h25 - Fonte: Climatempo
27°
Nuvens esparsas

Mín. 17° Máx. 28°

28° Sensação
11 km/h Vento
66% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (10/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Terça (11/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.