Quinta, 15 de Abril de 2021 13:47
(68) 99971-5137
Cultura Amor maduro

CONFIDÊNCIAS | Antes sei que fui muito desejada…

Foi meu primeiro livro de poesias, publicado em 2015 com o poeta Mauro Modesto

08/04/2021 00h00 Atualizada há 1 semana
132
Por: Redação Fonte: Acreaovivo.com

Por Edir Figueira Marques

 

Confidências foi meu primeiro livro de poesias, publicado em 2015 com o poeta Mauro Modesto, o plantador de sementes da poesia, incentivador que me encorajou a caminhar pelos varadouros da literatura.

Escrevemos 35 poesias, cada, sendo que “Confidências”, que dá nome ao livro, e “Nosso quintal”, que fecha a publicação, foram a quatro mãos.

Compartilho aqui essas duas poesias:

 

Confidências                                                                     Mauro e Edir

Mauro:

Confidências não se vendem a varejo.
A saudade é um sofrimento
que o amor incendeia no coração.
Minha saudade é um rosário de lágrimas
seu sorriso é minha idolatria
e seu amor tão venerado
é minha grande fantasia. 

                   Amor, faz eu esquecer a tempestade
                   e perder a lembrança do medo
                   o momento mais tenebroso
                   o cheiro da brutalidade
                   a tristeza da solidão
                   a dor e minha saudade. 

Que nosso amor seja eterno e lindo
Pois o amor que sinto por você é infindo.
Tem a fragrância da noite de luar
Com a saudade que foi embora.
Com o brilho do teu olhar!

Edir:

Como posso ser tão amada?
Surpreende-me sua paixão.
Antes sei que fui muito desejada…
E hoje quis o destino nossa união.
Quero seu amor sereno e benfazejo,
a segurança de um amor verdadeiro
Sua doce e tranquila afeição
Que alegra e apazigua meu coração.

                   Quero pintar-me de novas cores,
                   Dos preconceitos me desembrulhar,
                   E, despida da hipocrisia, revelar-me por inteiro.
                   Mas ao desembrulhar-me, receio ficar sem abrigo,
                   sentir frio sem cobertas, sem você ficar comigo.
                   Preciso de seu calor, não sentir frio n’alma.
                   Viver uma nova vida, em que só você me acalma.

 Proponho viver esta nova vida,
em toda a sua intensidade.
Com entrega total, mútuo abandono,
sem obstáculos, até a eternidade.
Assim é o amor do meu jeito:
Profundo, envolvente, perfeito.

 

Nosso quintal                                                                    Edir e Mauro

 Edir:

Em nosso quintal existe o aconchego,
o amor, o desejo, o encantamento do beijo.
Lá está o ombro amigo, a esperança,
o encontro, o caminhar, o canto,
seu sorriso que enxuga meu pranto,
seu olhar que jorra ternura,
Como a fonte de água pura e cristalina! 

Mauro:

                   Nosso quintal é colorido,
                   tem a tarde bela, o fragrância dela,
                   o vento sul, o vento norte,
                   o sopro da felicidade, o terçado, o corte.
                   Em nosso quintal, residem rosas sem espinho,
                   mãos generosas… Lá tem o perdão,
                   o orvalho exalando perfume.
                   E um lindo troféu: estrelas clareando o céu.
                   Em nosso quintal reina a igualdade,
                   tem a chegada com amor e sedução…

 Edir:

E, na partida, tem bodó e tapioca.
Tem criação de galinha e de minhoca,
tem castanha pra temperar o cuscuz.
Em nosso quintal também existe
muito amor e o carinho que seduz!
Em nosso quintal tem graviola
caju, mamão, goiaba e acerola.
Tem rede atada no chapéu de palha,
churrasco do bom e coco anão.
Até forno de barro tem, para assar nosso pão!

 Mauro:

                   E quando o crepúsculo encerra o dia
                   e o fim da faina anuncia,
                   guardo a boca de lobo e a pá,
                   enquanto você prepara o vatapá.
                   E, em noites escuras ou de lua cheia,
                   embaixo de uma mangueira,
                   fazemos luau com fogueira
                   pra aquecer o coração.
                   Assamos, então, milho e batata doce,
                  ao som romântico de um violão!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Edir Figueira Marques
Sobre Edir Figueira Marques
Professora, mestre em pedagogia, escritora e poetisa.
Rio Branco - AC
Atualizado às 15h43 - Fonte: Climatempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 31°

31° Sensação
13 km/h Vento
74% Umidade do ar
90% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.