Segunda, 01 de Março de 2021 21:12
(68) 99971-5137
Geral SOS ACRE

Situação de caos no Acre campanha nacional de solidariedade

Com esse cenário, muitos artistas, blogueiros e digitais influencers estão ajudando e realizando importantes mobilizações, mostrando ao país a situação em que o estado se encontra

22/02/2021 14h12 Atualizada há 1 semana
112
Por: Denis Henrique Fonte: Secom

Uma situação de caos e desespero tem assolado o Estado do Acre. Os motivos são: A pandemia de Covid-19 com um grande crescimento nos números de casos e internações no sistema público de saúde; um surto de dengue em diversos municípios; a crise migratória na fronteira com o Peru; e os rios que transbordaram na capital Rio Branco e nos municípios de Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Feijó, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Rodrigues Alves, deixando milhares de pessoas desabrigadas.

Associação do Ministério Público do Acre começou uma campanha de ajuda para todo o estado.

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, tem buscado todos os recursos para ajudar a população a enfrentar esse período de crise, mas para ele nesse momento toda ajuda é bem-vinda, pois o Acre pede socorro.

“Estamos divulgando a campanha conduzida pela Associação do Ministério Público do Estado do Acre, para que com transparência todos possam acompanhar e ter acesso a prestação de contas. Pedimos ajuda de todo o Brasil nesse momento”, destacou Gladson Cameli.

Com esse cenário, muitos artistas, blogueiros e digitais influencers estão ajudando e realizando importantes mobilizações, mostrando ao país a situação em que o estado se encontra. O DJ e produtor musical Alok foi um dos grandes nomes nacionais que, por meio da rede social Twitter, manifestou sua vontade em ser solidário ao Acre nesse momento.

“SOS ACRE. Sem energia elétrica, sem água potável e ainda tendo que enfrentar o COVID em condições precárias. Alguém sabe como podemos ajudar?”, escreveu Alok que já está em contato com a Associação do Ministério Público.

Pelo direct da rede, o governador Gladson Cameli respondeu o tweet. “Querido @Alok, estamos necessitando de cestas básicas e colchões, etc. As pessoas perderam tudo. Em nome do povo acreano, agradeço sua solidariedade. Doação para Associação do Ministério Público do Estado do Acre. Banco do Brasil Agência 2359-0 Conta Corrente: 14.300-6 #SOSAcre”, respondeu Cameli.

Em Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves o nível do rio Juruá já é o maior registrado. Mais de nove mil famílias foram atingidas pelas águas. As cidades de Feijó, Sena Madureira e Tarauacá também enfrentam um momento muito difícil pelo transbordamento dos rios Envira, Iaco e Tarauacá. Na capital, mais de 100 famílias já estão desabrigadas pela cheia do Rio Acre, em Cruzeiro do Sul são mais de sete mil famílias atingidas pelo Rio Juruá em cheia histórica, já em Tarauacá, 90% do município já se encontra atingido pelas águas.  (com informações da agência de notícias do Acre )

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.