Quarta, 17 de Julho de 2024
26°

Tempo limpo

Rio Branco, AC

Justiça Emenda parlamentar

MPAC recebe recurso de emenda parlamentar para laboratório de crimes cibernéticos

Além dos recursos para o laboratório, o deputado empenhou emenda de R$ 1 milhão para a construção do prédio do Gaeco na futura nova sede do MPAC

08/07/2024 às 14h00
Por: Denis Henrique Fonte: Acreaovivo.com | Assessoria
Compartilhe:
MPAC recebe recurso de emenda parlamentar para laboratório de crimes cibernéticos

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) recebeu nesta sexta-feira (05) a visita do deputado federal Coronel Ulysses, que foi recepcionado pelo procurador-geral de Justiça, Danilo Lovisaro. O deputado anunciou a liberação de R$ 200 mil, provenientes de emendas de transferência especial de sua autoria, para a implantação do Laboratório de Crimes Cibernéticos no âmbito do MPAC.

Este investimento visa fortalecer a capacidade do MP acreano no combate aos crimes cibernéticos, protegendo a sociedade contra delitos praticados pela internet. Além dos recursos para o laboratório, o deputado empenhou emenda de R$ 1 milhão para a construção do prédio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na futura nova sede do MPAC.

O procurador-geral de Justiça destacou a importância de investigar os crimes cibernéticos, especialmente em uma sociedade digital como a atual. Ele agradeceu a colaboração do deputado federal e destacou que a equipe que atuará no laboratório participará de um treinamento em Brasília.

“Somos gratos ao deputado pelo apoio e sensibilidade em relação à segurança pública. Embora as instituições tenham seu orçamento próprio, dependemos de parcerias para avançar no enfrentamento ao crime. Esperamos, em breve, apresentar resultados concretos no combate a esses crimes, fruto desse investimento”, afirmou.

Por sua vez, o deputado federal reafirmou sua disposição em colaborar com os projetos da instituição.

“O MPAC é uma instituição pela qual tenho grande respeito, uma das principais no combate ao crime. A criação do Laboratório de Crimes Cibernéticos será essencial para combater os criminosos que agem no submundo da internet”, declarou.

Também estiveram presentes na visita o corregedor-geral, Álvaro Luiz Pereira, o ouvidor-geral, Ubirajara Braga de Albuquerque, o procurador-geral adjunto para Assuntos Jurídicos, Celso Jerônimo de Souza, a procuradora-geral adjunta para Assuntos Administrativos e Institucionais, Rita de Cássia Nogueira, e a secretária de Planejamento e Inovação, promotora de Justiça Marcela Ozório.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários