Quinta, 18 de Julho de 2024
22°

Tempo limpo

Rio Branco, AC

Justiça Em Cruzeiro do Sul

Mutirão da Defensoria Pública supera expectativas e atende 824 detentos

Ação, em Cruzeiro do Sul, avaliou benefícios e condições de trabalho dos detentos, fortalecendo a ressocialização e a transparência no Sistema Prisional

22/06/2024 às 08h35
Por: Denis Henrique Fonte: Acreaovivo.com | Assessoria
Compartilhe:
Mutirão da Defensoria Pública supera expectativas e atende 824 detentos

Por cinco dias, a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC) esteve na Unidade Penitenciária Manoel Néri da Silva (UPMNS) em Cruzeiro do Sul, realizando atendimento carcerário e inspeção no presídio. A ação, ocorrida entre 17 e 21 de junho, foi conduzida pela Coordenação Criminal da DPE/AC em parceria com o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen).

Foram analisados os casos de todas as 824 pessoas encarceradas, em regime fechado, em medida de segurança ou provisórios. De acordo com o coordenador Criminal da Defensoria Pública, Gustavo Medeiros, o objetivo do atendimento é avaliar a possibilidade de requerimento de benefícios como progressão de regime, remição de pena, inserção em trabalho interno, entre outros.

A unidade possui nove blocos, divididos em duas alas cada, exceto o bloco feminino, que hoje comporta 14 mulheres, que também foram atendidas pela equipe da Defensoria Pública. Para atender toda a demanda, a Coordenação Criminal da DPE/AC trabalhou em dois turnos, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h.

Durante esses dias, também foi realizada uma inspeção nos ambientes de trabalho dos detentos e detentas, bem como nos blocos, a fim de colher demandas de atendimento de saúde, odontológico, condições estruturais do presídio e demais necessidades específicas, para posteriores encaminhamentos.

Na inspeção, os defensores públicos Gustavo Medeiros e Rogério Pacheco visitaram a marcenaria e a sala de costura e artesanato, onde os detentos trabalham com madeiras e roupas apreendidas pela Receita Federal. As roupas customizadas pelas detentas são doadas, e os artesanatos e móveis produzidos serão expostos na ExpoJuruá em agosto, segundo a direção do presídio.

Os defensores públicos também aproveitaram a ocasião para se reunir com o chefe de segurança da UPMNS, Antônio Márcio Souza de Oliveira, com a coordenadora do bloco feminino, Daniele Fernandes, e com a pedagoga da unidade, Vanila Pinheiro.

A iniciativa foi bem recebida tanto pelas detentas e detentos quanto pelos profissionais envolvidos. "A defensoria presta esse brilhante serviço de extrema importância na garantia do direito e na garantia da assistência, e o Iapen é grato por essa parceria", afirmou o diretor de Reintegração Social do Iapen/AC, André Vinício.

A equipe de atendimento da DPE/AC foi composta pelo coordenador Criminal da instituição, Gustavo Medeiros, pelo defensor público Rogério Pacheco, além dos assistentes jurídicos Gabriela Escurra, Luiz Felipe Gomes, Patrícia Oliveira, Neto Araújo, Isabelly Fontenele e Josiane Cavalcante.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários