Domingo, 23 de Junho de 2024
24°

Tempo limpo

Rio Branco, AC

Brasil Justiça Eleitoral

Moraes ironiza saída do TSE: "Para a tristeza de muitas pessoas"

Alexandre de Moraes deixará a Corte Eleitoral no dia 3 de junho e será sucedido pela ministra Carmén Lúcia

22/05/2024 às 08h13
Por: Denis Henrique Fonte: Correio Braziliense
Compartilhe:
Moraes ironiza saída do TSE: "Para a tristeza de muitas pessoas"

O ministro Alexandre de Moraes ironizou sua saída do cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Eu digo aqui, ministra Cármen, quase encerrando a minha participação neste Tribunal Superior Eleitoral, eu sei que para a tristeza de muitas e muitas pessoas, mas encerrando", disse o magistrado durante a sessão de terça-feira (21), que rejetou os recursos que pediam a cassação do senador Sergio Moro (União-PR).

Alexandre de Moraes deixará a Corte Eleitoral no dia 3 de junho. O ministro tomou posse para a Presidência do Tribunal em junho de 2022 e será sucedido pela ministra Carmén Lúcia, que assumirá o posto de presidente para o biênio 2024-2026.

À frente do TSE, Moraes foi responsável por presidir as eleições de 2022 e iniciou os trabalhos de preparação do pleito municipal deste ano. O ministro se destacou no enfrentamento da propagação de desinformação e defesa da regulamentação das redes sociais.

Na terça-feira (21), Moraes defendeu a regulamentação da inteligência artificial, pois segundo ele a tecnologia tem potencial de promover a desinformação e, com isso, impactar no resultado das eleições. “Uma inteligência artificial, principalmente anabolizando as notícias falsas, pode mudar o resultado de uma eleição. Porque até que aquilo seja desmentido, até que chegue a versão verdadeira a todo o eleitorado, isso pode mudar milhares de votos. Consequentemente, isso pode fraudar o resultado popular”, defendeu o magistrado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários