Sexta, 21 de Junho de 2024
21°

Tempo limpo

Rio Branco, AC

Mobilidade 50% concluída

Governador vistoria obra da Ponte da Sibéria que deve ser entregue até o final do ano

O governador mais uma vez destacou que obras impactam diretamente no cenário econômico do estado

18/05/2024 às 09h01
Por: Denis Henrique Fonte: Acreaovivo.com | Secom
Compartilhe:
Governador vistoria obra da Ponte da Sibéria que deve ser entregue até o final do ano

O governador Gladson Cameli vistoriou a obra da Ponte da Sibéria, em Xapuri, que entra na segunda fase de construção. A obra sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) está empregando cerca de 70 pessoas e também fomentando a economia da cidade.

Ao vistoriar a obra, o governador frisou que as grandes obras reafirmam o compromisso da sua gestão com o desenvolvimento do estado.

“É a união da bancada federal, dos nossos deputados estaduais, de toda a equipe governamental, juntamente com a empresa que está executando. Todo mundo empenhado em realizar um sonho de um povo, de uma população que sempre quis o direito, de como está na Constituição, que é o de ir e de vir, e a Ponte da Sibéria é um compromisso meu, é uma prioridade do nosso governo”, enfatizou Cameli.

A previsão da entrega da obra é dezembro. O governador mais uma vez destacou que obras impactam diretamente no cenário econômico do estado.

“A empresa me confirmou que todos os contratados são pessoas daqui da região, daqui de Xapuri, que estão aqui trabalhando, dando a sua contribuição e, com certeza, cuidando desta obra, que é da população. Esse é o empenho de toda uma equipe desde o planejamento, de quem faz o projeto, de quem executa e faz a licitação e de recursos que nós temos que conseguir para ter obras como estas”, disse.

Emprego e renda

Leandro Braga Vieira, engenheiro responsável pela obra, explica que toda a parte de infraestrutura, incluindo fundações, blocos e pilares já foi finalizada.

“Estamos hoje na parte de superestrutura, fazendo a pré-montagem das treliças do balanço sucessivo. A gente vai começar a montagem da aduela de arranque, dos apoios.

Atualmente, a obra emprega 35 trabalhadores e mais 7 pessoas no administrativo.

“Além de gerar emprego, a gente fomenta a cidade, porque almoçamos aqui todos os dia e alugamos um hotel da cidade para os trabalhadores ficarem. Então, mantemos toda uma cadeia”, destaca o engenheiro.

O mestre de obras Fábio Lellys diz que o número de pessoas envolvidas na construção vai dobrar a partir da próxima semana.

“Nós estamos com um efetivo de 35 homens, e a previsão é que na próxima semana já comecem as contratações para dobrar esse efetivo, passar para 70 homens.”

‘Sonho muito esperado’

Sanderlelia Alves, autônoma, diz que a obra é uma das mais esperadas na cidade, que tem 18.243 habitantes.

“Essa ponte vai trazer benefícios inúmeros para Xapuri, como aos produtores da Sibéria, pessoas idosas, alunos, todas as pessoas que necessitam dessa ponte, e ela tem sido muito esperada por vários anos”, disse.

A estrutura, para ela, vai ser uma grande ajuda na travessia entre o centro da cidade e o bairro que fica do outro lado do rio.

“Na realidade, a gente tem medo de atravessar ali com as catraias. Eu, particularmente, tenho pânico. Então, vai trazer muitos benefícios”, acredita.

Os impactos positivos da construção já podem ser sentidos por Cleiton da Silva Nonato. Ele cuida de um hotel que fica ao lado da obra, onde os trabalhadores estão hospedados.

“Esse é um sonho muito esperado, porque muitos se foram sem ver essa ponte e nós já estamos vendo os pilares, e creio que até o final do ano vamos vê-la pronta”, diz.

Para ele, a construção da ponte vai ajudar ainda na questão do turismo na cidade, já que vai facilitar a logística.

“Vem muita gente conhecer Xapuri por conta da história do Chico Mendes. Essa ponte também vem trazer essa facilitação, com certeza. Essa ponte saindo aí, vai desenvolver mais a cidade”, acredita Cleiton.

Outros investimentos

A presidente do Deracre, Sula Ximenes, fala que essa obra da ponte é somente uma entre várias que estão ocorrendo na cidade.

“Nós acabamos de dar, há uma semana, 15 ordens de reinício de obras, que estavam paradas devido ao período invernoso, e estamos retomando com todas as obras. Aqui mesmo em Xapuri a gente tem a variante, que já está retornando aos trabalhos. Nós também temos os trabalhos de recuperação de ramais e estamos finalizando a reforma no aeródromo daqui. Também temos obras em Brasileia, Assis Brasil e em toda essa área aqui do Alto Acre.”

A Ponte da Sibéria, cuja construção é de responsabilidade do Deracre, tem avançado em ritmo acelerado, com o Consórcio Rio Acre desempenhando um papel fundamental. A Ponte da Sibéria, com uma extensão de 363 metros, incluindo rampas de acesso, ligará o Centro de Xapuri ao bairro Sibéria, atravessando o Rio Acre. Além de melhorar a conectividade na cidade, esse empreendimento tem um impacto significativo no escoamento da produção rural e na economia local.

O empreendimento foi orçado em mais de R$ 40 milhões, com mais de R$ 15 milhões oriundos de recursos próprios e R$ 25 milhões frutos de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar. Além de melhorar a mobilidade urbana de 20 mil pessoas, a obra, que terá 363,8 m de extensão, contribui com a geração de 34 postos de trabalho diretos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários