CORRUPÇÃO - Operação Midas estima desvio de R$ 7 milhões na EMURB
Acreaovivo.com
Tempestades isoladas
23°MIN 28°MAX
Rio Branco, AC

Sexta-Feira, 01 de Setembro de 2017 às 18:38 - Atualizado em Sábado, 02 de Setembro de 17 às 13:48

COMUNICAR ERRO

CORRUPÇÃO - Operação Midas estima desvio de R$ 7 milhões na EMURB

Nesta sexta-feira, 1º, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou a segunda fase da Operação Midas, que investiga irregularidades na Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (Emurb).

Com o apoio da Polícia Civil, foram cumpridos dezenove mandados de prisão preventiva e temporária, e dois mandados de busca e apreensão. Os alvos foram servidores públicos e empresários, acusados de desvio de recursos públicos.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 4ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, que julgou procedente os pedidos formulados pelo MPAC. Além da Polícia Civil, o Gaeco contou com o apoio do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Os promotores de Justiça Bernardo Albano e Fernando Cembranel, coordenador do Gaeco, em exercício, e coordenador das investigações, respectivamente, concederam entrevista coletiva, acompanhados do delegado Odilon Vinhadelli, para explicar os detalhes da Operação.

Investigação revelou indícios de fraudes na autarquia

A primeira fase da Operação Midas foi realizada em setembro de 2016, quando foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e realizadas três inspeções. Segundo o promotor Fernando Cembranel, durante um ano foram analisados, com o apoio do Tribunal de Constas do Estado (TCE), e de forma muito criteriosa e cautelosa, todos os documentos apreendidos.

Esta segunda etapa da investigação apontou indícios de fraudes na execução de serviços, locação de máquinas e equipamentos. “Consistia basicamente no acréscimo de horas, que geravam pagamentos a mais do que a produtividade efetivamente prestada. Além disso, verificou-se a existência de pagamentos que foram instruídos com notas fiscais de fornecimento de cimento e madeira, que jamais entraram no estoque da Emurb”, explicou o promotor.

Até agora, a estimativa é que tenham sido desviados R$ 7 milhões. Para ressarcir o erário público, o Gaeco requereu a indisponibilidade de bens dos acusados, pedido que também foi deferido pela 4ª Vara Criminal de Rio Branco.

Apoio institucional

O promotor Bernardo Albano avaliou de forma positiva o desdobramento da Operação Midas, que ele considera a maior já realizada pelo Ministério Público do Acre no combate à corrupção.

O coordenador do Gaeco, em exercício, destacou que o sucesso de ações como essa tem sido possível graças aos investimentos feitos pela Administração Superior do MPAC, que têm assegurado o fortalecimento do órgão, bem como ao trabalho em parceria com outras instituições.

“Essa operação só foi possível através da integração com diversos órgãos, como a Polícia Civil, que nos auxiliou antes, durante e depois da operação, e o Tribunal de Contas do Estado, que nos ajudou na análise de documentos. Também tivemos a colaboração eficaz e eficiente da nova gestão da Emurb e do Município de Rio Branco, que foram colaborativos na oferta de documentos que levaram à deflagração dessa operação”, comentou.

O delegado Odilon Vinhadelli também atribuiu o desfecho positivo da Operação às ações articuladas. “Essa parceria contínua da Polícia, que auxiliou nas investigações e na execução da operação, e o Gaeco vem rendendo muitos frutos”, pontuou.

 

Tag's: MPAC, Operação, Mídias, Prisões, Corrupção, Política, Empresários

Fonte: MPAC


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
CRUZEIRO DO SUL 19/02/2018 15:35

61º BIS realiza a Corrida da Paz em Cruzeiro do Sul

SENA MADUREIRA 19/02/2018 15:26

MPAC obtém condenação de réus por fazerem parte de organização criminosa

ASSIS BRASIL 19/02/2018 15:09

FORA DE ÉPOCA - Carnaval Trifronteiriço 2018 acontece nos dias 24 e 25 de fevereiro

CRUZEIRO DO SUL 19/02/2018 14:33

Polícia Militar apreende menores suspeitos de homicídio em Cruzeiro do Sul

JORDAO 19/02/2018 14:17

Governo realiza arborização de ruas no Jordão

Tecnologia 19/02/2018 14:11

Conheça o golpe que faz o caixa eletrônico 'cuspir' dinheiro

Capital 19/02/2018 14:08

Em Rio Branco, sindicalistas fazem manifestação contra a reforma da previdência

Ciência e Saúde 19/02/2018 13:52

Ufac promove cadastro para doadores de medula óssea

Colunistas 19/02/2018 12:33

Lençóis: onde areja um vento bom – por Socorro Camelo

CRUZEIRO DO SUL 19/02/2018 11:36

Homem é executado a tiros enquanto jantava em Cruzeiro do Sul

Internacional 19/02/2018 11:31

Conheça as tatuagens mais bizarras e estranhas da internet

SENA MADUREIRA 19/02/2018 11:02

Detentos são flagrados cavando buraco em parede no presídio de Sena Madureira

CRUZEIRO DO SUL 19/02/2018 10:57

Agentes penitenciários apreendem 17 facões artesanais em presídio de Cruzeiro do Sul

Brasil 19/02/2018 10:56

Hashtag 'QueroMeAposentar' lidera os trend topics no Twitter

Caderno do Interior 19/02/2018 10:48

Polícia Civil prende 14 pessoas em Sena Madureira e Manoel Urbano

Capital 19/02/2018 10:45

Depasa e Bombeiros atuam em intervenção nos equipamentos da ETA II

Ciência e Saúde 19/02/2018 09:44

Bahia começa hoje vacinação fracionada contra febre amarela

Colunistas 19/02/2018 09:39

Um sorriso como o seu

SENA MADUREIRA 19/02/2018 09:35

Em Sena Madureira, rio Iaco se aproxima da cota de transbordamento

Polícia 19/02/2018 09:15

Em menos de 12 horas, Polícia Militar recupera três motocicletas furtadas